Duelo não é entre treinadores, mas entre clubes, avisa o portista, rendido à qualidade deste campeonato, que mesmo "diferente" considera "o mais espetacular" das últimas épocas.

Vítor Pereira tem tudo para ser bicampeão, mas é Jorge Jesus quem se prepara para renovar contrato. Adversários em campo, é certo, mas "sem hipocrisias" o treinador do FC Porto elogia o rival. "É um grande treinador. Não tenho dúvidas disso", admite. "Esta competição saudável faz de mim também melhor treinador", prosseguiu, sobre o duelo particular, especialmente ao nível dos mind-games de toda a época."Mas isto não se trata de uma discussão entre dois treinadores, mas entre dois clubes", salvaguarda.

Ainda sobre o campeonato, que amanhã tem o seu desfecho, o técnico portista salientou uma opinião veiculada já noutras alturas. "Temos de valorizar este campeonato, em vez de irmos na ladaínha de que tudo está mal em Portugal. Quem disser que este não foi um campoenato competitivo e de qualidade está redondamente enganado. Foi diferente? Sim, porque em Portugal damos as coisas por adquiridas: FC Porto, Benfica, Sporting, Braga... Mas este ano tivemos um Paços de Ferreira, um Estoril e um Rio Ave, por exemplo, de grande nível", decorreu. "Esta Liga foi a mais espetacular das últimas épocas, com título, competições europeias e permanência por discutir na última jornada", explicou, concluindo.

Comente com o Facebook:

 
Top