Há muito escondido no banco, o avançado tem, ainda assim, uma ficha notável contra os encarnados. Será que Vítor Pereira aproveita?

Desde que foi contratado, Liedson já soma 1372 minutos... no banco. Nem o guarda-redes Fabiano passou, ao longo deste período, tanto tempo parado. Neste quadro, o reforço de janeiro seria um dos heróis mais improváveis do clássico de sábado, mas o seu histórico contra as águias até parecia indicar em sentido contrário. É que os onze golos somados por sete dos titulares do FC Porto contra o Benfica são os mesmos que um só suplente garante. Liedson, pois claro, o avançado que, pelo Sporting, se revelava esmagador nos dérbis.

Luisão é o defesa que persiste no onze encarnado, mas outros nomes rodaram pela defesa das águias, sempre com máxima produtividade do Levezinho. Afinal, o Benfica tem algum complexo com o goleador? "Pelo contrário, o Liedson é que joga o dobro contra o Benfica. É impressionante, nota-se uma motivação extra, o que ele mais gosta é de marcar ao Benfica", diz Nélson, lateral que agora está no Palermo, a O JOGO.

Em 17 jogos contra as águias, o luso-brasileiro marcou 11 golos. "É um jogador muito inteligente, que se movimenta muito bem e se esconde dos defesas à espera do momento certo. Para além disso, não desperdiçava uma oportunidade", insiste Nélson.

Comente com o Facebook:

 
Top