Família de Kelvin elogia o brasileiro e homenageia o jovem Dragão pelo grande golo marcado frente ao Benfica que pode ter decidido o campeonato a favor dos Azuis e Brancos.

“Estamos a rever a gravação do jogo aqui em casa. Acabou de entrar o Liedson, por isso não vai demorar muito para gritar golo outra vez!” Foi assim, com uma rouquidão difícil de esconder, que Valdecir Oliveira, pai de Kelvin, começou a conversa com Record, ontem, um dia depois do seu filho se ter tornado no mais recente ídolo do universo azul e branco. No Brasil, o domingo era dedicado às mães, mas, em casa dos avós paternos de Kelvin, em Coritiba, foi o portista, de 19 anos, o tema principal de todas as conversas.

Comente com o Facebook:

 
Top