Wagner Ribeiro garantiu ao "Diário de São Paulo" que a proposta dos dragões "não é interessante" e que, por isso, a família do médio julga não ser o momento de o atleta deixar o Santos.

Exigências financeiras por parte do pai de Lucas Lima estão, segundo o "Globo Esporte", a emperrar a mudança do médio do Santos para o FC Porto. Aquele portal brasileiro garante já haver uma plataforma de entendimento em relação aos salários que o brasileiro auferiria no Dragão, mas que Roberto Carlos estará a pedir o pagamento de três milhões de euros como prémio de assinatura. A notícia surgiu no mesmo dia em que Wagner Ribeiro, empresário do jogador, revelou numa entrevista ao "Diário de São Paulo" que a oferta realizada pelos azuis e brancos "não é interessante para nenhuma das partes". "O Santos só tem 10 por cento do jogador. O Lucas não tem nada", lembrou. "Portugal é uma bela ponte para outro grande clube da Europa. Mas, com as expectativas que temos, por que não esperar pelo momento de fazer uma transferência direta para um clube de ponta da Europa?", questionou.

Segundo o novo empresário de Lucas Lima, que substituiu Edson Khodor depois de este se ter incompatibilizado com o pai do atleta, o FC Porto já sabe do desejo do médio. "Fui a Santos esta semana e conversei com o Lucas e a família. Ele decidiu que não quer sair agora. Vai esperar por uma oportunidade melhor, que certamente vai surgir", revelou Wagner Ribeiro, assegurando que nos últimos dias recebeu "uma proposta de 12 milhões de euros da Rússia", além de elogios do presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, ao estilo de jogo do brasileiro.

Fonte: www.ojogo.pt

Comente com o Facebook:

 
Top