Sul-coreano foi cedido por uma época ao Trabzonspor, que paga o salário e verba ao FC Porto.

Suk vai representar o Trabzonspor na próxima época. As negociações entre o FC Porto e o clube turco, noticiadas ontem por O JOGO, resultaram num acordo para o empréstimo do sul-coreano até 30 de junho de 2017. Os argumentos financeiros atirados para cima da mesa foram uma das razões que convenceram Pinto da Costa dar o "sim" aos turcos, que se disponibilizaram a pagar cerca de 800 mil euros pela cedência e ainda a totalidade do salário do avançado. A equipa de Trabzon (Nordeste da Turquia) tentou incluir no negócio uma opção de compra, de forma a poder contratar o jogador no final do período de empréstimo, mas os portistas recusaram, já que, devido à juventude de Suk, preferem avaliar a sua evolução antes de romperem radicalmente a ligação.

A saída para o Trabzonspor é o desfecho esperado para Suk, que se encontra no Brasil em representação da seleção olímpica da Coreia do Sul. Apesar de se ter apresentado no arranque dos trabalhos de pré-época, o avançado sabia que, a partir do momento em que recebeu autorização do FC Porto para participar nos Jogos Olímpicos, não estava nas primeiras escolhas de Nuno Espírito Santo. Para isso muito contribuiu a falta de oportunidades que teve na última época com José Peseiro, depois de ter chegado ao Dragão em janeiro, proveniente do Vitória de Setúbal, a troco de 1,5 milhões de euros (sensivelmente o dobro do que os turcos vão pagar agora pelo empréstimo).

Com o empréstimo de Suk, sobe para 14 o número de jogadores dispensados pelo treinador desde o primeiro dia de 2016/17. Dez - com o sul-coreano incluído - já encontraram colocação para a época que, de forma oficial em Portugal, arranca na próxima semana, com a Supertaça Cândido de Oliveira. Gonçalo Paciência, Josué, Quintero e Hernâni ainda estão à procura.

Fonte: www.ojogo.pt

Comente com o Facebook:

 
Top